Médico desaparecido há uma semana é encontrado morto com pés e mãos amarrados

TAG Notícias

Gabriel Paschoal Rossi, um jovem médico de 29 anos, foi tristemente encontrado sem vida em uma residência em Dourados (MS), cidade localizada a 232 quilômetros de Campo Grande.

O corpo do médico, que estava desaparecido há cerca de uma semana, foi descoberto com os pés e mãos amarrados em cima de uma cama.

Leia também: Cantor Gustavo Fildzz é preso em São Paulo por tráfico de drogas

O desaparecimento de Gabriel ocorreu em 26 de julho, logo após encerrar seu plantão no Hospital da Cassems, em Dourados. Preocupados com a falta de notícias, os familiares registraram um boletim de ocorrência, e a polícia iniciou as buscas. A casa onde o corpo foi encontrado não pertencia ao médico; aparentemente, ela era alugada por demanda.

O achado macabro foi resultado de um alerta de uma moradora local, que chamou a polícia na manhã desta quinta-feira (3) após notar um carro parado em frente ao portão de uma casa por uma semana. O imóvel estava localizado no bairro Vila Hilda, região sul da cidade.

Viaturas em frente ao local onde corpo de Gabriel foi encontrado — Foto: TV Morena
Viaturas em frente ao local onde corpo de Gabriel foi encontrado — Foto: TV Morena

Ao se aproximar da residência e perceber um jaleco dentro do veículo, a mulher ficou desconfiada e espiou pela janela. Embora não tenha visualizado a vítima, notou a presença de moscas e um odor forte emanando do local.

De acordo com as autoridades policiais, o corpo de Gabriel estava em estado de decomposição avançado, sugerindo que a morte ocorreu vários dias antes da descoberta. O médico estava vestido com a roupa utilizada durante seu último plantão e apresentava ferimentos na cabeça, com os pés e mãos devidamente amarrados.

Leia também: Rato morde mulher em motel de BH e estabelecimento é condenado na justiça

A casa onde ocorreu a tragédia aparentemente era alugada por diária, o que reforça ainda mais o mistério em torno do caso. Perícia, Polícia Civil e Polícia Militar estiveram no local durante o fim da manhã desta quinta-feira para investigar o ocorrido. As circunstâncias desse fatídico acontecimento continuam sob investigação.

Gabriel Paschoal Rossi, natural do Rio Grande do Sul, havia se formado em março deste ano pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e trabalhava em diversas instituições de saúde, incluindo a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Cassems e o Hospital da Vida.”

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1572