Justiça nega recurso e mantém Daniel Alves em liberdade

negado

A Justiça da Catalunha, na Espanha, rejeitou os recursos contra a liberdade condicional concedida ao ex-jogador Daniel Alves. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (10) pelo Tribunal Superior de Justiça da Catalunha.

Daniel Alves, de 40 anos, deixou a prisão em 25 de março, após cumprir 14 meses de sua condenação de quatro anos e meio por estupro, mediante o pagamento de uma fiança de um milhão de euros. Enquanto aguarda o julgamento dos recursos contra sua condenação, ele está obrigado a se apresentar semanalmente ao tribunal e teve seu passaporte confiscado para evitar risco de fuga.

Condenação

O ex-jogador do Barcelona, PSG e da Seleção Brasileira foi condenado por estuprar uma mulher no banheiro de uma boate em Barcelona no final de 2022, após a Copa do Mundo do Catar. Além da pena de prisão, recebeu uma ordem de afastamento da vítima por nove anos e meio e deve pagar uma indenização de 150 mil euros.

Leia também: A volta do DPVAT: Câmara aprova recriação do seguro obrigatório

Tanto a defesa de Alves quanto o Ministério Público recorreram da sentença, o que prolongará o processo por meses, enquanto a resolução dos recursos está em curso.

O futuro profissional de Alves no futebol permanece incerto, após sua prisão provisória em janeiro de 2023, que resultou na rescisão de seu contrato com o Pumas, clube onde atuava na época.

Mantenha-se informado com as últimas notícias. Siga a gente no Google News.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1878

Deixe um comentário