Joana Neves, nadadora medalhista paralímpica, morre aos 37 anos

TAG Notícias

A comunidade esportiva lamenta profundamente a perda da renomada atleta paralímpica Joana Neves, mais conhecida como “Peixinha”, que veio a óbito nesta madrugada de segunda-feira (18).

A notícia foi confirmada pela equipe da nadadora por meio de suas redes sociais, sem especificar a causa do falecimento. Neves, ao longo de sua carreira, deixou uma marca indelével na história da natação mundial, conquistando inúmeras medalhas em importantes competições ao redor do mundo.

Leia também: Mulher morre após ter casa invadida por enchente em SP

“A notícia do falecimento da querida atleta paralímpica Joana Neves nos enche de tristeza. Joana era uma verdadeira inspiração, não apenas por seu talento nas piscinas, mas também por sua determinação, coragem e resiliência”, declarou a equipe de Joana em uma publicação em seu perfil oficial do Instagram.

Joana deixa um legado inestimável no cenário esportivo paralímpico, cativando admiradores e colecionando conquistas ao longo de sua jornada. Expressamos nossas mais profundas condolências à família, amigos e colegas de equipe de Joana Neves. Em breve, divulgaremos informações sobre o velório, para que todos que desejam prestar suas homenagens possam fazê-lo”, complementou.

A atleta, que nasceu com acondroplastia, uma condição que afeta o crescimento dos ossos, iniciou sua trajetória na natação por recomendação médica. Ao longo de sua carreira, participou de seis competições mundiais, conquistando um total de 18 medalhas. Além disso, destacou-se nos Jogos Paralímpicos e Jogos Parapan-Americanos, adicionando mais 19 medalhas ao seu impressionante currículo.

Em seu último Mundial, realizado em 2022, Joana Neves conquistou quatro medalhas e estabeleceu dois recordes históricos. Seu desempenho a rendeu o título de Melhor Nadadora Paralímpica do Brasil no Troféu Best Swimming, em 2022.

O legado de Joana Neves permanecerá vivo nos corações daqueles que a admiraram, inspirando futuras gerações a perseguirem seus sonhos com a mesma paixão e determinação que ela demonstrou ao longo de sua vida. Descanse em paz, querida Joana. Sua luz continuará a brilhar em nossas memórias para sempre.

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 977

Deixe um comentário