Janeiro registra segunda maior alta na atividade do comércio dos últimos 12 meses, mostra Serasa Experian

TAG Notícias

Segundo o Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian, as vendas no varejo físico brasileiro cresceram 0,9% em janeiro, o segundo maior número dos últimos 12 meses.

Veja o levantamento do período no gráfico a seguir:

 

Variação mensal de atividade no comércio (fonte: Serasa Experian)
Variação mensal de atividade no comércio (fonte: Serasa Experian)

“O resultado de janeiro indica que as medidas econômicas de diminuição da taxa básica de juros, da inflação e do desemprego têm ajudado os consumidores a estarem menos receosos para gastar, consequentemente injetando mais recursos no varejo físico brasileiro. A expectativa é que essa melhora para o comércio seja gradativa”, avalia o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

Leia também: Tarcísio decreta estado de emergência para dengue em São Paulo

Com exceção do setor de “Combustíveis e Lubrificantes” (-1,8%), todos os outros reagiram positivamente, com destaque para “Tecidos, Vestuário, Calçados e Acessórios”, que tiveram o maior percentual (1,7%).

Confira todos os segmentos no gráfico abaixo e a comparação com o mesmo mês de 2023:

Atividade do comércio por setor (fonte: Serasa Experian)
Atividade do comércio por setor (fonte: Serasa Experian)

Comparação anual

Na variação anual do Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian, o crescimento foi de 3,5%, cujo ranking de setores foi liderado por “Combustíveis e Lubrificantes” (6,2%), “Tecidos, Vestuário, Calçado e Acessórios” (5,9%), “Móveis, Eletrodomésticos, Eletroeletrônicos e Informática” (4,8%), “Supermercados, Hipermercados, Alimentos e Bebidas” (3,7%), “Material de Construção” (2,5%) e “Veículos, Motos e Peças” (0,7%).

Metodologia

O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio é construído, exclusivamente, pelo volume de consultas mensais realizadas por cerca de 6.000 estabelecimentos comerciais à base de dados da Serasa Experian. As consultas são tratadas estatisticamente pelo método das médias aparadas, com corte de 20% nas extremidades superiores e inferiores das taxas mensais de crescimento, relativas a cada estabelecimento comercial dentro de cada um dos seis segmentos varejistas pesquisados.

Para a formação da série agregada do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, as taxas de crescimento resultantes de cada segmento varejista são ponderadas pelo peso relativo de cada um deles na Pesquisa Mensal de Comércio – Varejo Ampliado, do IBGE, respeitando-se as suas revisões metodológicas.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1727

Deixe um comentário