Globo descobre rombo nos cofres e tem prejuízo de R$ 41 milhões

TAG Notícias

A emissora carioca confirmou que tomou um prejuízo de R$ 41 milhões

A Globo comunicou internamente aos seus funcionários os resultados financeiros de 2022, apresentando um prejuízo de R$ 41 milhões, uma melhora em relação ao prejuízo de R$ 121 milhões em 2021.

O diretor-presidente da emissora, Paulo Marinho, explicou que a amortização dos direitos de transmissão da Copa do Mundo do Catar foi uma das principais causas do resultado negativo, consumindo os resultados acumulados dos três trimestres anteriores.

+ Globo anuncia data de estreia do novo Linha Direta com Pedro Bial

Apesar do prejuízo, a Globo alcançou um valor recorde em publicidade, registrando R$ 9,107 bilhões, um crescimento de 8% em relação a 2021.

Marinho ressaltou o crescimento do Globoplay e do Globoplay+Canais, que ajudaram a mitigar a curva declinante de assinantes da TV paga, com um crescimento de mais de 20% em 2022. Além disso, a companhia teria anotado um crescimento de 30% na publicidade digital.

A Copa do Mundo contribuiu para o recorde de publicidade, com um aumento de R$ 684 milhões na receita de venda de anúncios, representando 60% do total da receita da companhia.

+ CNN Brasil pode mudar de nome a qualquer momento para economizar R$ 65 milhões

Outros produtos que mais contribuíram para o resultado foram o Big Brother Brasil 22, o Rock in Rio e a nova versão da novela Pantanal. O crescimento da publicidade foi de 8% em relação ao ano anterior.

A receita líquida da Globo aumentou 5% em relação a 2021, totalizando R$ 15,168 bilhões.

O faturamento com acordos com outras empresas, como o firmado com a Amazon para transmissão de partidas da Copa do Brasil, cresceu R$ 96 milhões em outras receitas, chegando a R$ 625 milhões.

A companhia registrou um salto de 18% no segmento de outras receitas, representando 4% do faturamento total.

No balanço de receita de conteúdo, a Globo teve redução de R$ 41 milhões em razão da queda de assinaturas de TV paga e da venda da Som Livre.

O faturamento com conteúdo diminuiu 1%, fechando o ano em R$ 5,437 bilhões. Em 2022, a Globo vendeu a Som Livre para a Sony por R$ 1,4 bilhão, o que também contribuiu para os resultados financeiros da companhia.

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1702