Giovanna Ewbank se emociona ao relatar descoberta de síndrome do filho: “Pensei que era frescura”

TAG Notícias

Giovanna Ewbank, apresentadora do ‘Quem Pode, Pod’ diz que se sentia culpada ao repreender Bless quando ele se queixava de alguma coisa

Ao relatar a descoberta de diagnóstico do filho Blessde 8 anos, Giovanna Ewbank não conteve a emoção e chorou durante o podcast “Quem Pode, Pod”, que apresenta ao lado de Fernanda Paes Leme.

Bless foi diagnosticado com síndrome sensorial com hipersensibilidade a cheiro, toques e sons.

A esposa de Bruno Gagliasso confessou que, no início, achava que era frescura e chegava até repreendê-lo. E ainda que a falta de informação a levou não dar a atenção devida aos primeiros sinais do filho.

“Diversas vezes ele passava, por exemplo, pela cozinha, e falava: ‘Ai, que cheiro forte!’. E eu falava: ‘Bless, para com isso. É frescura, filho! É o cheiro da cebola’. Quando ele pisava na grama e falava: ‘Me tira daqui!’. E eu falava: ‘Filho, para de frescura, é só grama’. Queria muito colo, não gostava de ir para o meio do mato – onde a gente vai muito – porque o barulho das moscas incomodava ele”, relatou ela.

+ Grave: Ex-Fazenda é preso por maus tratos ao filho de 5 anos

Giovanna Ewbank contou também detalhes do diagnóstico de Bless, que se tornou mais frequente durante a pandemia de Covid-19.

“Durante a pandemia, o Bless começou a ficar muito aéreo, [fazendo] algumas coisas que eu achava um pouco estranhas. Comecei a achar que ele poderia ter um grau de autismo, até que uma médica em São Paulo o diagnosticou com uma síndrome sensorial. Ele ouve mais do que nós todos, ele sente mais, sente mais cheiro”

A mãe de Titi, Bless e Zyan, lamentou o fato de não ter dado a atenção que o filho precisava: “Quando eu tive o diagnóstico, foi uma culpa absurda”. E também reforçou o alerta para que as pessoas prestem mais atenção nos filhos.

“A gente teve que entender, observar, se adaptar. E hoje, o Bless vive com essa síndrome sensorial muito bem. Mas foi preciso o meu olhar, o olhar do Bruno [Gagliasso], o olhar de vários médicos para que a gente entendesse a condição do Bless. Eu poderia pensar que era frescura pelo resto da vida”.

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank com os filhos Titi, nove anos, Bless, sete anos, e Zyan, dois anosInstagram / Reprodução
Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank com os filhos Titi, Bless e Zyan (Foto: Reprodução/Instagram)

O que é o Transtorno de Processamento Sensorial (TPS)

É uma condição em que o cérebro e o sistema nervoso têm dificuldade em processar estímulos do ambiente e os sentidos.

Existem dois tipos dessa síndrome, com casos de hipo e hipersensibilidade.

A hipossensibilidade é quando a criança a precisa de bastante esforço para sentir o estímulo. É comum que ela seja muito agitada, faça muitos movimentos ou bagunça, tenha pouca resposta à dor e que goste de muito barulho e cheire tudo o que encontra. Já a hipersensibilidade, é quando a criança percebe os estímulos com mais facilidade. Em alguns casos, as luzes e as cores se tornam brilhantes demais, os sons ficam bem intensos, os odores se tornam muito fortes.

 

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1057