Eduardo Kobra pinta obra sobre resiliência e faz leilão para ajudar Rio Grande do Sul

Iniciativa do artista plástico e do Instituto Kobra arrecadou mais de R$ 1,5 milhão em cinco dias
solidariedade

Referência em arte urbana e conectado a causas humanitárias, o artista plástico Eduardo Kobra leiloou a tela “Resiliência”, pintada para ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A iniciativa aconteceu por meio do Instituto Kobra (IK), projeto voltado à arte, cultura e transformação social, que também disponibilizou uma série de 500 prints da obra original para venda. Em cinco dias, a ação arrecadou mais de R$ 1,5 milhão, entre doações por Pix, vendas dos prints e o leilão da pintura, arrematada pelo empresário Pedro Bartelle, acionista e CEO da Vulcabras, e sua esposa, Claudia Bartelle.

Leia também: Ivan Moré rebate Abel Ferreira por se recusar a falar sobre Al-Sadd: ‘Você deve satisfações’

O valor será convertido na compra de mais de 15 mil cestas básicas a preço de custo, em parceria com a empresa de produtos alimentícios Camil, que também fez uma doação extra em dinheiro e ajudará na logística de transporte. As 130 toneladas de alimentos serão enviadas em seis carretas para as unidades da Defesa Civil e Assistência Social do Rio Grande do Sul, que vão destinar as doações para diversas regiões e instituições locais – entre elas, o Instituto Cultural Floresta.

Para lançar a iniciativa, Kobra e o IK promoveram uma live no Instagram na noite da última sexta (17). Com uma mensagem de incentivo, força e reconstrução,  a tela foi pintada ao vivo. A arte mostra uma mão erguendo a bandeira gaúcha e apresenta a Estátua do Laçador, monumento histórico de Porto Alegre feito por Antônio Caringi, escultor brasileiro nascido em Pelotas em 1905. Ele é considerado o maior estatuário da história da arte no estado.

“Estou muito comovido com a situação devastadora vivenciada pelos gaúchos. Junto ao Instituto Kobra, projeto que lidero ao lado da minha esposa, Andressa Munin, quero conseguir ajudar o maior número possível de pessoas por meio de doações. Depois de arrecadar fundos, vamos comprar e realizar a entrega de itens que a população mais estiver precisando, seguindo as instruções da Defesa Civil local”, explica Kobra.

Siga a gente no Google News para ficar por dentro das últimas notícias!

O coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil do RS, coronel Luciano Boeira, frisa que é importante a valorização de todas as iniciativas de ajuda que estão sendo destinadas aos gaúchos afetados pela enchente.

“Um artista como o Kobra colocar a sua arte à disposição do bem motiva outras pessoas e instituições para que também se juntem a essa corrente. Há muitas pessoas que vão precisar de ajuda para retomarem as suas vidas, e esse ato do Instituto e do artista é muito significativo para nós, gaúchos”, completou.

Sobre Eduardo Kobra

Nascido na periferia de São Paulo em 1975, Eduardo Kobra alcançou reconhecimento global como um dos artistas mais renomados da atualidade. Sua jornada artística começou como pichador na adolescência. Ao longo dos anos, Kobra desenvolveu seu estilo marcante de muralismo, caracterizado por cores vibrantes e contrastantes, e sua habilidade em retratar personalidades, fatos históricos e questões sociais em murais gigantescos.

Com obras em cinco continentes, Kobra quebrou recordes de tamanho de murais, incluindo o maior mural grafitado do mundo. Seu trabalho ganhou visibilidade internacional, com destaque para a obra “O Beijo” em Nova York. Além disso, ele recebeu convites de galerias, museus e organizações, incluindo a ONU, para exibir suas obras e participar de projetos de prestígio.

Receba nossas notícias em tempo real no whatsapp

Kobra também se envolve em causas sociais, usando a arte como veículo para promover mudanças positivas. O Instituto Kobra busca aproximar a cultura a quem tem menos acesso e apoiar causas humanitárias, enquanto suas parcerias com empresas contribuem para viabilizar seus projetos públicos de grande escala. Sua trajetória é um exemplo inspirador de como a arte pode transcender fronteiras e causar impacto positivo no mundo

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2075

Deixe um comentário