É possível fazer um PIX via cartão de crédito, saiba como

TAG Notícias

Quando falta dinheiro na conta para realizar um PIX, a opção de utilizar o limite do cartão pode ser uma solução conveniente

O PIX se tornou um dos meios de pagamento mais populares entre os brasileiros devido à sua praticidade.

Criado pelo Banco Central, o sistema de transferência eletrônica foi aprimorado e agora permite que seus usuários realizem transações utilizando o limite de seus cartões de crédito.

+ Governo paga salário extra a beneficiários do Bolsa Família

Quando falta dinheiro na conta para realizar um PIX, a opção de utilizar o limite do cartão pode ser uma solução conveniente.

Essa modalidade é uma variação do PIX parcelado, e não exige que o usuário possua saldo disponível em sua conta bancária para realizar a transferência.

Contudo, é importante ter cuidado para não exceder o limite do cartão, já que o valor da transação é cobrado na próxima fatura.

Não há uma taxa padrão determinada pelo Banco Central para o uso do PIX no cartão. Portanto, cada instituição financeira pode estabelecer sua própria taxa para a utilização desse serviço.

Confira abaixo algumas instituições financeiras que oferecem essa funcionalidade:

  • Nubank: no Nubank, os usuários podem parcelar transferências via PIX em até 12 vezes. Antes de realizar a transação, é possível simular os valores parcelados.
  • Digio: clientes do Digio podem utilizar uma parte do limite do cartão para realizar PIX parcelado. É possível escolher a porcentagem do limite destinada a esse fim, mas a taxa de serviço pode chegar a 9,9% ao mês.
  • RecargaPay: nesta plataforma, as transferências são realizadas com o saldo disponível na carteira virtual de cada usuário. A taxa cobrada para envio é de 4,49%. No entanto, assinantes do RecargaPay Prime+ podem parcelar o PIX em até 12 vezes e pagar uma taxa menor, de 3,49%.
  • PicPay: embora não ofereça a ferramenta de parcelamento entre contas do mesmo titular, o PicPay permite que o PIX seja parcelado em outros pagamentos. A plataforma cobra uma taxa de serviço de 4,99%.

 

 

 

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2075