Conmebol assume erro em pênalti não marcado em Vini Jr.

Entidade reconhece falha na não marcação de pênalti sobre Vini Junior em partida decisiva da Copa América
Copa América

Nesta quarta-feira (3), a Conmebol admitiu que houve erro na não marcação do pênalti sobre Vini Junior durante o jogo entre Brasil e Colômbia, que terminou empatado em 1 a 1. Aos 42 minutos do primeiro tempo, o defensor colombiano Muñoz derrubou o atacante brasileiro na área.

Leia também: Lula encontra Haddad às pressas para discutirem alta do dólar

Apesar da análise do VAR, o árbitro Jesús Valenzuela manteve a decisão de escanteio. A Conmebol declarou que “o defensor não toca a bola” e que houve um “contato imprudente”, confirmando a falha na avaliação.

Com o empate, a seleção brasileira terminou em segundo lugar no grupo e enfrentará o Uruguai nas quartas de final da Copa América, no próximo sábado (6), às 22h, no Allegiant Stadium, em Las Vegas. Vini Junior será desfalque devido ao segundo cartão amarelo recebido.

Receba nossas notícias em tempo real no whatsapp

Veja a análise da Conmebol

No minuto 42, em uma disputa de bola dentro da área, um defensor não toca a bola, e, como produto da disputa, é produzido um contato imprudente para a ação. O árbitro não consegue observar a ação e deixa que o jogo continue. O VAR, em sua checagem protocolar, analisa por distintos ângulos, velocidades e considerações e não consegue identificar que o defensor não toca a bola antes de entrar em contato imprudentemente com o atacante. O VAR confirma, de maneira incorreta, a decisão original de campo.

Para mais notícias e atualizações, siga a gente no Google News.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2075

Deixe um comentário