Conar arquiva representação contra campanha da Volkswagen

TAG Notícias

O Conselho de Ética do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) recomendou o arquivamento da representação que diz respeito à campanha “VW Brasil 70: o novo veio de novo”. O processo, iniciado em julho, envolvia questionamentos de consumidores sobre a ética do uso de ferramentas tecnológicas e inteligência artificial (IA) para trazer pessoas falecidas de volta à vida.

No vídeo, por meio da inteligência artificial, a Volkswagen colocou Elis Regina e Maria Rita, mãe e filha, frente a frente. Ao som de “Como nossos pais”, eternizada na voz de Elis, elas realizam um dueto, utilizando a tecnologia para esse feito inédito.

Leia também: YouTube lança incubadora para explorar IA tendo Universal Music como parceira

A sessão virtual de julgamento contou com a participação de vinte e um membros da 7ª Câmara do Conar, incluindo o presidente da Câmara, que só vota em caso de empate. O processo seguiu com o devido contraditório e ampla defesa, incluindo manifestações da Volkswagen e de sua agência, a AlmapBBDO.

De maneira unânime, o colegiado considerou improcedente a alegação de desrespeito à figura da artista. Isso porque o uso da imagem de Elis Regina foi feito com a autorização dos herdeiros e levando em consideração que a artista aparece realizando algo que fazia em vida.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1727