Clientes do parque aquático Wet’n Wild reclamam de lesões em atração: “Machuquei feio”

ALERTA

Os visitantes do parque aquático Wet’n Wild, localizado em Itupeva (SP), estão relatando incidentes preocupantes no brinquedo Crazy Drop. Desde 2020, pelo menos sete clientes registraram reclamações no site Reclame Aqui, relatando lesões e falta de segurança na atração.

Leia também: Enem 2024: inscrições começam hoje; pagamento de taxa vai até 12 de junho

Uma das postagens destaca: “Fui pela primeira vez nesse brinquedo e me machuquei feio, estou com o pescoço imobilizado há uma semana com muitas dores e correndo risco de precisar internar para fazer ressonância”.

A resposta do Wet’n Wild

O Wet’n Wild afirmou que “a segurança é uma parceria entre o parque aquático e os clientes” e orienta os visitantes a “avaliarem suas condições físicas corporais”. Em nota, o parque destacou: “Ninguém melhor do que cada pessoa para analisar seus limites e restrições que muitas vezes não são aparentes.”

O Crazy Drop

O Crazy Drop é descrito pelo parque como “uma atração similar a uma pista de skate do tipo half-pipe (estrutura em forma de U)” com 13 metros de altura, equivalente a um prédio de quatro andares. A descida é feita em boias para duas pessoas, podendo atingir até 22 km/h. No mesmo grupo de atrações radicais estão os famosos Vortex e Meteor.

Os visitantes relatam que a orientação dos instrutores é para que a pessoa de menor peso sente-se na frente da boia, posição que, segundo os relatos, causa mais danos.

Relatos dos visitantes

Vários visitantes descreveram suas experiências no site Reclame Aqui, mencionando força brusca, falta de orientação adequada e até boias com proteção danificada. Um relato diz: “Logo na primeira descida levei um chicote no pescoço… Devido à dor intensa, fui ao posto médico do parque e o atendimento deixou a desejar.”

Outro visitante comentou: “A força que a gente recebe quando desce aquele negócio é enorme… minha cabeça fez o movimento de chicote. Acabei machucando meu pescoço e fiquei um tempo sem conseguir mexer direito.”

O parque defende a segurança

O Wet’n Wild, em resposta às preocupações, afirmou que a atração Crazy Drop está no parque desde 2007 e é considerada segura. Eles reforçam que todas as atrações são analisadas semestralmente por engenheiros e que seus salva-vidas são qualificados internacionalmente pela empresa Americana Jeff Ellis & Associates.

“Nossas atrações são semestralmente analisadas por engenheiros, que avaliam tecnicamente e estruturalmente cada detalhe do equipamento. Todos os nossos salva-vidas são treinados diariamente e qualificados internacionalmente pela empresa Americana de Jeff Ellis & Associates,” afirmou o parque em nota.

Para ficar por dentro das últimas novidades sobre o Wet’n Wild e outras atrações emocionantes, siga a gente no Google News clicando aqui

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1748

Deixe um comentário