Logo
Virou notícia, virou Tag!

Ator, vilão da novela Poliana, revela que é gay e surpreende fãs

Facebook
Twitter
LinkedIn
Atores em cena na novela Poliana Moça (Foto: Reprodução)
Atores em cena na novela Poliana Moça (Foto: Reprodução)

Otávio Martins foi questionado por suas fã nas redes sociais sobre sexualidade

O ator que interpreta o vilão Roger em Poliana Moça, Otávio Martins, anunciou publicamente sua orientação sexual neste sábado, 1, através de suas redes sociais. Após ser questionado por um fã, ele decidiu revelar que é gay, compartilhando sua resposta com seus seguidores.

“Recebi agora uma mensagem, pedindo desculpas em perguntar se eu sou gay. Não precisa pedir desculpas”, disse ele.

Eu sou e sempre fui, com muito orgulho. Com carteirinha do sócio-atleta e cartela do bingo preenchida“, completou ele.

O ator ainda esclareceu que está comprometido e seu coração está ocupado. Apesar de ser uma novidade para alguns de seus fãs, Otávio disse que nunca escondeu sua orientação sexual.

O tio já tá fora do armário antes da internet existir”, alegou.

O que você precisa saber:

  • O ator Otávio Martins, conhecido por interpretar o vilão Roger em Poliana Moça, revelou publicamente sua orientação sexual em suas redes sociais.
  • Ele anunciou que é gay após ser questionado por um fã, e afirmou que sempre foi com muito orgulho.
  • Otávio esclareceu que está em um relacionamento comprometido e seu coração está ocupado.
  • Apesar de ser uma novidade para alguns de seus fãs, o ator disse que nunca escondeu sua orientação sexual, tendo saído do armário antes mesmo da popularização da internet.
Ator Otávio Martins (Foto: Reprodução)
Ator Otávio Martins (Foto: Reprodução)

Em março do ano passado, Otávio Martins também usou suas redes sociais para denunciar um caso de homofobia que testemunhou em um restaurante em São Paulo, onde um amigo foi vítima de um ataque covarde por um cliente homofóbico, com o gerente e garçons do local se recusando a prestar ajuda ou chamar a polícia. Em consequência disso, o ator decidiu não frequentar mais o estabelecimento.

“Eu não piso nunca mais no restaurante Le Jazz, em São Paulo. Não só pela comida ruim: ontem um amigo foi vítima de homofobia por um cliente ‘da casa’, covardemente atacado, com testemunhas, mas o gerente e os garçons se negaram a ajudar ou chamar a polícia”, disse ele, no Twitter, sobre o caso.

“O homem começou a jogar garrafas de vidro no chão, para atacar meus amigos, com estilhaços atingindo outros clientes. Um dos atingidos foi pra cima do cara, saíram na porrada. Todos os clientes testemunharam a covardia do homofóbico e a inércia dos funcionários do LeJazz”. Mesmo assim, o restaurante entregou as chaves do carro pro cara, que saiu cantando pneu. Ao questionarem o nome do cliente, o gerente se negou a entregar porque é ‘cliente fiel’. E tem mais: quando meu amigo pegou o celular para chamar a polícia, foi cercado por dois garçons que tentaram impedir que ele chamasse ajuda, para não prejudicar a imagem do restaurante e do agressor!, relembrou.

Débora Carvalho
Débora Carvalho
Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!