Após empurrar tia, jovem joga cloro no ouvido até ela morrer

crime brutal

No último sábado (4/5), um trágico incidente abalou a comunidade de Serra, na Grande Vitória (ES), quando a professora Joana Dalva do Nascimento, de 62 anos, veio a óbito após uma discussão familiar com seu sobrinho, um jovem de 22 anos.

Segundo informações do jornal Folha de Vitória, ele ligou para a polícia confessando o crime e expressando o desejo de se entregar às autoridades.

Leia também: Defensoria Pública pede R$ 10 milhões ao tutor do cachorro Joca

O jovem admitiu ter empurrado a tia durante a discussão, fazendo com que ela caísse e batesse a cabeça, resultando em sua morte. Além disso, o sobrinho confessou ter despejado cloro no ouvido de Joana Dalva até que ela não apresentasse mais sinais vitais.

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) informou que o jovem foi encaminhado à Delegacia Regional da Serra, onde foi ouvido e posteriormente liberado devido à falta de indícios suficientes para realizar uma prisão em flagrante. O caso será agora investigado pela Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM).

De acordo com o relato do suspeito aos policiais, ele teria passado por um surto durante a discussão e acabou empurrando a tia, resultando na fatalidade. Joana Dalva, que era muito querida pelos moradores do condomínio e estava prestes a se aposentar ainda em maio, foi velada no domingo (5/5) após seu corpo passar por perícia no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória.

Mantenha-se informado sobre este caso e outros eventos importantes seguindo-nos no Google News

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1015

Deixe um comentário