Logo
Virou notícia, virou Tag!

Apagão foi ´evento de grande porte´ diz diretor da Aneel

O apagão também afetou o funcionamento do metrô em São Paulo, Belo Horizonte e Salvador, na manhã desta terça-feira

Facebook
Twitter
LinkedIn
Apagão atinge o país na manhã desta terça-feira
Apagão atinge o país na manhã desta terça-feira

Um apagão de proporções nacionais mergulhou diversas cidades em um cenário de escuridão e interrupção de serviços a partir das 8h20 desta terça-feira.

O incidente levou a relatos de falta de energia no Distrito Federal e em nada menos que 16 estados do país: Amazonas, Piauí, Bahia, Acre, Amapá, Maranhão, Pernambuco, Goiás, Minas Gerais, Ceará, Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, São Paulo, Pará e Paraíba.

A suspensão do fornecimento de energia, que afetou várias cidades em diferentes regiões, levantou preocupações e incertezas sobre as causas desse fenômeno.

Leia também: Blackout: Apagão no Brasil deixa 15 estados e DF sem energia

No Piauí, a Equatorial Distribuição Piauí reportou que está em processo de investigação das causas, mas confirmou registros de interrupção de fornecimento em localidades espalhadas por todo o território nacional.

Além do impacto direto na iluminação residencial, o apagão teve efeitos consideráveis sobre o funcionamento de sistemas de transporte público.

O metrô de São Paulo, Salvador e Belo Horizonte sofreu descontinuidades operacionais em decorrência do incidente.

José Marengo, coordenador do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), destacou que a causa raiz do apagão parece ser de natureza operacional, afastando a possibilidade de influências climáticas como a seca que poderiam prejudicar a produção e distribuição de energia.

Apesar das precipitações aquém do ideal, não estamos enfrentando uma situação de seca extrema, especialmente na região nordeste, que foi a região onde se originou o apagão”, esclareceu.

A ocorrência deste apagão em escala nacional desencadeou discussões sobre a robustez da infraestrutura elétrica do país e destacou a importância de manter sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia em um nível de resiliência que possa enfrentar situações adversas.

Entenda o que aconteceu

O diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Sandoval Feitosa, caracterizou o incidente como um “evento de grande porte”.

Em resposta à crise no fornecimento de energia, o Ministério de Energia anunciou a criação de um grupo de análise para investigar e estudar as causas desse evento extraordinário. Sandoval Feitosa enfatizou a seriedade da situação, chamando-a de “evento de grande porte”, indicando a magnitude das repercussões desse apagão.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a entidade encarregada de gerenciar o fornecimento de energia elétrica no país, divulgou informações preliminares sobre o ocorrido. De acordo com o ONS, uma falha na rede de operação do Sistema Interligado Nacional resultou na interrupção de uma carga de aproximadamente 16 mil MW.

No entanto, as equipes de resposta estiveram em ação e, até o horário de 9h16, conseguiram recompor cerca de 6 mil MW do fornecimento de energia. Esforços estão em andamento para restabelecer completamente o sistema e mitigar os impactos dessa interrupção.

Vale ressaltar que o Brasil é uma das nações do mundo que possui um sistema elétrico interligado, uma estrutura complexa que permite o compartilhamento de energia entre diferentes regiões. Entretanto, essa interconexão também torna o sistema mais vulnerável a eventos como este, nos quais uma falha em uma parte do sistema pode afetar uma área substancial.

O apagão desta manhã ressalta a importância de uma infraestrutura elétrica resiliente e a necessidade de investigar minuciosamente as causas desse evento para evitar recorrências no futuro. Enquanto as equipes trabalham para restaurar a energia e normalizar a situação, os cidadãos aguardam por atualizações sobre as investigações e as ações a serem tomadas para evitar incidentes semelhantes.

Débora Carvalho
Débora Carvalho
Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!