Americanas sofre mais prejuízo de R$ 4,6 bilhões após escândalo fiscal

TAG Notícias

A Americanas enfrentou um prejuízo significativo de R$ 4,61 bilhões no período de janeiro a setembro de 2023, conforme revelado em seu mais recente balanço corporativo divulgado nesta segunda-feira (26). Esse anúncio vem após um período tumultuado, no qual a empresa descobriu uma fraude bilionária em suas demonstrações financeiras, interrompendo a divulgação de números desde o início do ano anterior.

Leia também: Nubank consegue fazer lucro crescer em 247,8% em apenas 1 ano

O prejuízo foi impulsionado por uma queda alarmante de 45,1% em sua receita líquida nos nove primeiros meses de 2023 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Com a receita totalizando R$ 10,293 bilhões, a Americanas enfrenta desafios em meio a uma crise que a levou a iniciar um processo de recuperação judicial, com uma dívida estimada em R$ 50 bilhões.

A principal razão por trás dessa queda na receita foi a forte diminuição nas vendas por meio dos canais digitais da empresa, experimentando uma queda de 77,1% entre janeiro e setembro de 2023 em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Em resposta a esses desafios, a Americanas está implementando mudanças estratégicas significativas em seus negócios. Isso inclui uma redução nas vendas da categoria 1P, priorizando a migração de algumas categorias para a categoria 3P, o que permite aos varejistas realizar os processos de venda e entrega. Essa mudança visa aumentar a rentabilidade e reduzir a queima de caixa operacional.

Enquanto os canais digitais enfrentam desafios, as lojas físicas da Americanas demonstraram maior resiliência. Embora tenham registrado uma queda de 4,4% no GMV entre 2022 e 2023, essas lojas ainda representam uma parte substancial das vendas da empresa, chegando a quase 58%.

A Americanas também destaca a otimização das negociações com fornecedores e a recomposição do sortimento em loja como contribuintes para a melhoria do desempenho das lojas físicas. Além disso, a empresa está desacelerando as vendas de algumas linhas de tecnologia e migrando a venda de determinadas categorias para a operação 3P no digital.

Apesar dos desafios enfrentados, a Americanas está comprometida em adaptar suas estratégias para superar esses obstáculos e recuperar sua posição no mercado.

Call-to-Action: Siga a gente no Google News para ficar por dentro das últimas atualizações!

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1561

Deixe um comentário