Alexandre de Moraes nega devolução de passaporte a Bolsonaro

TAG Notícias

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), recusou o pedido de devolução do passaporte do ex-presidente Jair Bolsonaro. O documento do político foi confiscado durante a Operação Tempus Veritatis, da Polícia Federal (PF), que investiga uma suposta tentativa de golpe de Estado na gestão anterior. A informação foi confirmada pelo Metrópoles, seguindo a divulgação do blog do Camarotti, do G1.

A defesa de Bolsonaro solicitou ao STF a restituição do documento, visando autorização para uma visita a Israel entre os dias 12 e 18 de maio. Alegam que Bolsonaro foi convidado pelo primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

Moraes acatou o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR), que se posicionou contra o pedido da defesa do ex-presidente. Em sua decisão, o ministro destacou que Bolsonaro não poderá deixar o país enquanto a investigação da PF estiver em curso.

“As diligências estão em curso, razão pela qual é absolutamente prematuro remover a restrição imposta ao investigado”, enfatizou Moraes.

Leia também: MTST responde críticas sobre postagem “Bandido bom é bandido morto”

Essa não é a primeira vez que a defesa de Bolsonaro solicita a devolução do passaporte para viagens internacionais. Em fevereiro, o ex-presidente requisitou o documento para participar de um evento conservador nos Estados Unidos.

Fabio Wajngarten, um dos advogados de Bolsonaro, criticou o vazamento da decisão de Moraes.

A Operação Tempus Veritatis visa investigar uma organização criminosa que, segundo a PF, teria tramado um golpe de Estado e a abolição do Estado Democrático de Direito para manter Bolsonaro na Presidência.

No total, foram cumpridos 33 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão preventiva. As medidas foram autorizadas por Alexandre de Moraes e executadas em diversas unidades federativas, incluindo Amazonas, Rio de Janeiro, São Paulo, entre outros.

Jair Bolsonaro, um dos alvos da operação, teve seu passaporte retido e está proibido de manter contato com outros investigados, como Braga Netto, Valdemar Costa Neto e Anderson Torres.

Fique por dentro das últimas notícias. Siga a gente no Google News.

 

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1727

Deixe um comentário