Logo
Virou notícia, virou Tag!

ACCIONA Energía fecha primeiro semestre com lucro líquido de 405 milhões de euros

ACCIONA Energía registra lucro líquido de 405 milhões de euros no primeiro semestre de 2023

Facebook
Twitter
LinkedIn
Acciona notifica Concorrência da compra total da Amper e central fotovoltaica da Amareleja (Foto: Reprodução)
Acciona notifica Concorrência da compra total da Amper e central fotovoltaica da Amareleja (Foto: Reprodução)

A ACCIONA Energía alcançou um lucro líquido de 405 milhões de euros no primeiro semestre de 2023, representando um aumento de 3,9% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Em comunicado, a espanhola diz que durante esse período, a empresa dobrou seu fluxo de caixa líquido de investimento, totalizando 1,54 mil milhões de euros. Esse aumento reflete a aceleração na construção de novos projetos de energias renováveis, especialmente na Austrália e nos Estados Unidos.

A meta da ACCIONA Energía é implantar cerca de 1,8 GW de nova potência instalada até o final do ano de 2023.

Leia também: Argentina oferece vale de 100 dólares para turistas aproveitarem país; veja como solicitar

Os resultados semestrais foram afetados pelo impacto contabilístico da mudança intempestiva nos parâmetros regulamentares espanhóis e pela tendência geral de diminuição nos preços da eletricidade nos mercados em que a empresa atua.

O preço médio de geração da empresa até junho foi de €86,2/MWh, o que representa uma remuneração significativamente superior às médias históricas da empresa.

Esses eventos resultaram em receitas totais de 1,76 mil milhões de euros, uma redução de 20,2%, incluindo receitas de produção de energia no valor de 903 milhões de euros e outras faturações de 856 milhões de euros, principalmente do negócio de fornecimento de eletricidade em Espanha e Portugal.

O EBITDA da ACCIONA Energía situou-se em 686 milhões de euros, uma queda de 24,6%, devido ao impacto contabilístico nos ativos regulados em Espanha.

A dívida financeira líquida atingiu 3,47 mil milhões de euros em 30 de junho de 2022, um aumento de 71,7% em relação ao início do ano. Isso reflete o forte fluxo de caixa de investimento, principalmente direcionado para a implantação de novos projetos renováveis.

A ACCIONA Energía aumentou sua potência instalada em 442 MW no primeiro semestre, totalizando 12,27 GW. Além disso, a empresa tinha 2.169 MW em construção até junho de 2023.

A previsão é adicionar 1,8 GW de nova capacidade total neste ano.

A empresa está focada no progresso dos projetos em construção, especialmente no MacIntyre, na Austrália, e no Red Tail Hawk, Fort Bend, High Point e Union, nos EUA, entre outros.

Novo projeto eólico no Canadá

Recentemente, a ACCIONA Energía anunciou o lançamento de um novo projeto eólico no Canadá, denominado Forty Mile (280 MW), e está avançando com a construção de dois projetos na Croácia (Opor e Boraja, 72 MW), bem como uma central de biomassa em Logrosán, Espanha (49,9 MW).

No que diz respeito à comercialização de energia, a ACCIONA Energía celebrou novos contratos de compra de energia (PPAs) no primeiro semestre do ano, com destaque para os acordos com a Amazon nos EUA e com a Fortia em Espanha. Além disso, a empresa foi premiada com um contrato de fornecimento de energia limpa a longo prazo em maio, para cinco projetos eólicos na Tailândia, totalizando 436 MW, marcando sua entrada no mercado asiático.

Daniel Vicente
Daniel Vicente
Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!