Logo
Virou notícia, virou Tag!

10 bairros de São Paulo lideram os registros de roubos e furtos de veículos; veja quais são

A Zona Leste de São Paulo, ocupa a posição principal em relação às ocorrências de roubos e furtos de veículos na capital paulista

Facebook
Twitter
LinkedIn
Bairro de SP lidera registro de roubos de carro (Foto: Reprodução)
Bairro de SP lidera registro de roubos de carro (Foto: Reprodução)

No primeiro semestre de 2023, o bairro do Tatuapé, localizado na Zona Leste de São Paulo, ocupa a posição principal em relação às ocorrências de roubos e furtos de veículos na capital paulista, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP).

No distrito policial da região, foram registrados um total de 841 casos desse tipo de delito. Na segunda colocação, estão os bairros do Ipiranga, na Zona Sul, com 697 ocorrências, e Vila Clementino, também na Zona Sul, com 624 casos reportados. É importante ressaltar que cinco dos dez distritos policiais com maior número de ocorrências estão situados na Zona Leste.

Se considerarmos a cidade como um todo, a Zona Leste apresenta o maior número absoluto de registros, somando 10.984 ocorrências. Esse valor representa mais de um terço do total de ocorrências na cidade, que foi de 27.745 durante o período analisado.

Leia também: Sob escolta, Cracolândia é levada para novo local e deixa moradores em pânico

A distribuição das ocorrências por regiões fica da seguinte forma:

  • Zona Leste: 10.984 ocorrências
  • Zona Sul: 8.224 ocorrências
  • Zona Norte: 4.192 ocorrências
  • Zona Oeste: 2.899 ocorrências
  • Centro: 1.446 ocorrências

O total de ocorrências na capital foi de 27.745.

10 Distritos Policiais com mais roubos e furtos de veículos em 2023

Tatuapé – Zona Leste – 841

Ipiranga – Zona Sul – 697

Vila Clementino – Zona Sul – 624

Perdizes – Zona Oeste – 600

São Mateus – Zona Leste – 571

Teotônio Vilela – Zona Leste – 547

Santo Amaro – Zona Sul – 535

Vila Matilde – Zona Leste – 517

Cambuci – Centro – 493

Parque São Lucas – Zona Leste – 484

Segundo o sociólogo e pesquisador associado ao Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da Universidade de São Paulo (USP), Leonardo Ostronoff, a alta concentração de ocorrências na Zona Leste da cidade está relacionada à maior facilidade de praticar a receptação nas regiões que possuem locais de desmanche de veículos.

“Onde tem desmanche, tem tendência de aumento de roubo. Crime patrimonial precisa do receptador, que vai receber e espalhar as peças. No ABC tem muitas montadoras, muitas áreas de desmanche. Na Zona Leste é também relacionado a desmanche. O risco é menor, é mais fácil e mais rápido”, diz.

Débora Carvalho
Débora Carvalho
Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!